terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Sobriedades

“Um dia gostaria de entender qual é o real motivo de eu não conseguir esquecer tuas últimas palavras. Você não me quer, você não me gosta, acho que nunca gostou, não, realmente nunca gostou, disse isso naquela noite que eu não consegui dormir, disse com todas as letras: você é legal, mas eu não gosto de você. Não precisava ter saído aquele “você é legal”, por que o legal aqui bancou um tremendo papel de idiota, você poderia ter dito “sinto pena de você, mas não te gosto”, seria muito mais sincero da tua parte, aliás, provavelmente teria sido a coisa mais sincera que teria saído de sua voz, essa voz tão aveludada e sexy, mas esquece, já é passado, você não me gosta mesmo e conseguiu o diploma de bacharel em falsidade quando falou que eu era legal, não, eu não sou legal, eu sou mais um dos muitos loucos desse mundo que esperam alguma coisa do amor. Tivesse demonstrado toda a pena que você sente de mim, por que aí sim eu te odiaria profundamente, eu tiraria o ódio mais bem guardado dentro de mim para dedicá-lo a você, por que eu não nasci pra ser coitadinho, e jamais aceitaria passar pelo pobrezinho na tua frente, por incrível que pareça eu ainda gosto um pouco de mim o suficiente para não querer me humilhar a você, você que me humilhou tanto durante todo o tempo que “tentou” gostar de mim, tivesse nem tentado, eu ficaria em pedaços, mas nessa altura já estaria recuperado e pronto pra outra. Pra outras histórias, outras pessoas, outras personagens adentrando em meu romance e não ainda insistindo na mesma tecla, a tecla você, que consegue se misturar entre todas as teclas do meu computador, e eu te procuro no meu teclado, e quanto mais eu te cato, mais tenho vontade de te bater, de te apertar, só que você pula de lugar para lugar, de tecla por tecla, vai se misturando entre todas elas e eu não vejo mais o ‘q’, mais o ‘w’ e nem o ‘e’, eu vejo você, você e você.
Acho que no fundo, eu tenho pena de mim.”

(Vinícius Dill Soares)



20 comentários:

  1. Exatamente o que eu sinto. ou senti.

    ResponderExcluir
  2. Sinceramente eu NÃO sou mais um dos muitos loucos desse mundo que esperam alguma coisa do amor. desisti. prefiro o amor na literatura e nos filmes.

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho uma relação meio "Amor e ódio"

    ResponderExcluir
  4. às vezes acho que algumas pessoas só se relacionam pra curtir com a cara do outro depois..

    ResponderExcluir
  5. Eu já paguei de otário em uma relação T.T triste.

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente essa é uma história de muitas pessoas.

    ResponderExcluir
  7. "Se vc não gosta dele/ Diga logo a verdade/ Sem perder a cabeça / perder a amizade" - Já dizia a banda Skank.
    Na minha opinião, melhor falar de uma vez que não tá a fim do que enrolar a pessoa por anos a fio. Senão, chega às vésperas do casamento, ou pior - uma semana depois deste - e caboclo vem com essa: "sabe o que é? Não gosto de vc tanto assim."
    Sinceridade pra mim é o que importa, ainda que doa.
    Na hora é difícil ouvir, mas depois é um grande alívio. Melhor que passar de idiota.
    Mentir o sentimento é maldade demais. Consigo e com o outro.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. O amor é uma brincadeira de esconde esconde. No fim não passa de uma ficção, pois nunca se revelou de fato. O amor de verdade é um romance sem final. Resta saber quem vai ler ou escrever....

    ResponderExcluir
  9. "Sinceridade pra mim é o que importa, ainda que doa.
    Na hora é difícil ouvir, mas depois é um grande alívio."

    concordo com a Isabella

    ResponderExcluir
  10. Não acredito mais no amor...

    ResponderExcluir
  11. Olá, pessoal!
    Obrigado pelos comentários, fico grato e contente ao perceber que se interessam em discutir sobre esse assunto, mas é bom reforçar que esse é um texto de ficção! hihi! Não é a minha história que está ali retratada, ok?! =)

    ResponderExcluir
  12. Ainda está pra nascer o homem que entenda o amor e explique-o para nós, meros mortais... Por enquanto vamos fingir nosso entendimento, que por enquanto banal.
    Sofra por amor, fique feliz por amor, seja chato por amor,seja brincalhão por amor, seja poeta por amor, seja cuidadoso por amor, seja, simplismente você e o amor. (:

    ResponderExcluir
  13. Adorei essa parte: "...ainda insistindo na mesma tecla, a tecla você, que consegue se misturar entre todas as teclas do meu computador, e eu te procuro no meu teclado, e quanto mais eu te cato, mais tenho vontade de te bater, de te apertar, só que você pula de lugar para lugar, de tecla por tecla, vai se misturando entre todas elas e eu não vejo mais o ‘q’, mais o ‘w’ e nem o ‘e’, eu vejo você, você e você." Bem criativo.

    ResponderExcluir
  14. Por que uma relação não durou "para sempre" não quer dizer que não houve amor, amou-se por um tempo sim... mas as coisas mudam... as pessoas mudam...os sentimentos mudam... isso é viver também... acredito que o problema nas relações está na projeção que fizemos na pessoa que gostamos, fizemos dela um depósito de nossas necessidades e então começa aquele sentimento de posse que é horrível... amar não é prender ninguém ao seu lado... se o outro te disse que te amava então ele te amou, mas naquele tempo...talvez agora seja o tempo de você procurar outro alguém e fazer as coisa diferentes. (experiência própria)

    ResponderExcluir
  15. Já vivi uma história assim, em que o amor para mim foi um desaguar de lágrimas num rio sem direção. Venha conhecer meu blog, acabei de postar um poema que fala exatamente sobre esses tipos de amores: www.qbonecadoll.blogspot.com. Abraços.

    ResponderExcluir
  16. Muito bacana provavelmente ou passamos por uma historia assim ou temos um amigo que passou ne
    na verdade todo tipo de relacionamento gera um risco o afetivo que trata o amor entre duas pessoas ainda mais ,

    ResponderExcluir
  17. ô e como passei por isso
    e não desejo pra ninguém
    mas é um erro não querer mais...
    quando tropeçamos,caimos para enxergar lá no alto como estavamos sendo egoístas com nós mesmos nos doando pro outro e se esquecendo de nos amarmos primeiro;só assim vc consegue o verdadeiro sentimento que tanto almeja......

    ResponderExcluir
  18. sera?vai saber a verdadeira formula do amor,tevem ter trancada num bau e ter jogado a chave fora.adorei a historia mt criativa os comentarios tbm,eu me vi la dentro da historias e comentarios. l.b

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...